Pular para o conteúdo principal

Seja firme na fé!



Seja firme na fé! Não recue nem se cale diante daqueles que lutam furiosamente para desviar as almas do caminho do céu: 
“Recuar diante do inimigo, ou calar-se, quando de toda parte se ergue tanto alarido contra a verdade, é próprio de homem covarde ou de quem vacila no fundamento de sua crença. Qualquer destas coisas é vergonhosa em si; é injuriosa a Deus; é incompatível com a salvação tanto dos indivíduos, como da sociedade e só é vantajosa aos inimigos da fé, porque nada tanto afoita a audácia dos maus, como a pusilanimidade dos bons” (Leão XIII, Sapientiae christianae, 18).
Católico, seja valente! Cumpra o seu dever de cristão, custe o que custar. Quanto mais o ambiente for adverso, mais você deverá brilhar com o seu exemplo e com a sua coragem: “As árvores que crescem em lugares sombreados e livres de ventos, enquanto externamente se desenvolvem com aspecto próspero, tornam-se fracas e moles, e facilmente qualquer coisa as fere; mas as árvores que vivem no cume dos montes mais altos, agitadas pelos muitos ventos e constantemente expostas à intempérie e a todas as inclemências, atingidas por fortíssimas tempestades e cobertas por freqüentes neves, tornam-se mais robustas que o ferro” (São João Crisóstomo, Homilia sobre a glória da tribulação).
Cristo Jesus, Humilde Cordeiro, permaneceu de pé diante de Pilatos, e esse governador sanguinário Lhe perguntou: “És tu o rei dos judeus?”
Nosso Senhor, Deus verdadeiro, não vacila nem se intimida, e responde com serenidade a Pilatos: “Tu o dizes”, e em Jo 18, 37 diz: “Tu o dizes: eu sou rei”.
Católico, o Imaculado Cordeiro não se acovardou diante de Pilatos nem dos outros inimigos, mas disse abertamente que era rei.
Imite o exemplo de Jesus Cristo; professe a sua fé sem vacilar e não se intimide diante dos inimigos que trabalham para te desviar do caminho da salvação.
Viva sem medo! Se pelas ruas da cidade alguém lhe perguntar se você é seguidor de Cristo Jesus, não se intimide, e diga-lhe: “Tu o dizes”.
Viva sem medo! Se no local de trabalho alguém te interrogar se você busca a santidade, não se envergonhe, mas responda: “Tu o dizes”.
Viva sem medo! Se no colégio onde você estuda, algum funcionário te perguntar se você participa fervorosamente da Santa Missa e se confessa com freqüência, não vacile, e diga-lhe: “Tu o dizes”.
Católico, não recue nem se intimide diante de certos interrogatórios, imite o exemplo do Manso Cordeiro e de muitos santos que derramaram o sangue por amor a Ele.
Diante da firmeza em seguir a Cristo Jesus, São Cipriano foi martirizado: “Dito isso, leu a sentença: ‘Apraz que Táscio Cipriano seja degolado à espada’. O bispo Cipriano respondeu: ‘Graças a Deus” (Das Atas Proconsulares sobre o martírio de São Cipriano, bispo).
São Piônio, morto em 251, derramou o sangue por amor a Cristo e não negou ser católico: “Polemon o interrogou:
Como és chamado?
Cristão.
De que igreja?
-Católica” (Ruinart. Acta martyrum, pág. 122, 9).
Em Mt 27, 12-14 diz: “E ao ser acusado pelos chefes dos sacerdotes e anciãos, nada respondeu. Então lhe disse Pilatos: ‘Não estás ouvindo de quanta coisa te acusam?’ Mas ele não lhe respondeu sequer uma palavra, de sorte que o governador ficou muito impressionado”.
Jesus nada respondeu! E na verdade, que havia de responder Jesus a esta pergunta, senão que Ele tinha curado a muitos paralíticos, restituído a vista aos cegos e alimentado as turbas no deserto. Que havia de responder, senão que tinha perdoado a Maria Madalena, convertido a um Zaqueu, e expulsado demônios. Que havia de responder, senão que tinha restituído a saúde às pessoas, enxugado as lágrimas da viúva de Naim e ressuscitado a Lázaro.
O Senhor não abriu a boca, não respondeu às acusações dos seus inimigos.
Católico, em algumas ocasiões o silêncio é a melhor atitude do cristão; mas em outras ocasiões é necessário se defender, principalmente quando as calúnias e maledicências começarem a prejudicar a sua vida: “Entretanto, aconselha o sábio que cuidemos de nosso bom nome, porque a reputação não se funda na excelência duma virtude ou perfeição, mas nos bons costumes e na integridade da vida; e, como a humildade não proíbe crer que temos esse merecimento comum e ordinário, também não nos proíbe que amemos e cuidemos da reputação. É verdade que a humildade desprezaria a fama, se não fosse necessária à caridade; mas, sendo a reputação um dos principais fundamentos da sociedade humana e sendo nós sem ela não só inúteis, mas até perniciosos ao bem público, pela razão do escândalo que damos, a caridade nos obriga a desejá-la e conservá-la, e a humildade conforma-se com esses desejos e cuidados” (São Francisco de Sales, Introdução à Vida Devota, Parte III, capítulo VII).
Pe. Divino Antônio Lopes FP.
Anápolis, 17 de março de 2007

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagens de Nossa Senhora a Edson Glauber

  Em 03.04.2021 - Itapiranga-AM.   A paz meus filhos amados, a paz! Meus filhos, eu sua Mae, os convido à oração, à oração, à oração. Escutem o meu chamado que lhes faço. São chamados santos vindos do Senhor. Intercedam pelo bem das famílias, pelo bem de cada um de vocês e do mundo inteiro. Cada palavra que lhes dirijo é importante. Que elas entrem em seus corações e transformem suas vidas. Lembrem-se, meus filhos, quando estiverem desanimados e sem esperança invoquem o meu Imaculado Coração e receberão grandes graças. Recebam agora a minha benção: em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!   Em 04.04.2021 - Itapiranga-AM.   A paz meus filhos amados, a paz! Meus filhos, o amor de Deus é imenso e sem fim. Peçam todos os dias este seu amor divino para vocês e suas famílias e verão o que o Senhor fará pelos seus que os amam. Dediquem-se sempre mais a oração, e assim, o Senhor lhes dará grandes graças que os ajudarão a converter os pecadores mais difíceis. Pers

NOVENA À SANTA JOANA D'ARC

Rezemos pedindo a intercessão de Santa Joana D'Arc pela santificação e conversão dos jovens mais rebeldes, perdidos e ingratos, que se encontram distantes dos três Sagrados Corações unidos de Jesus, Maria e José. I ORAÇÃO: Ó Santa Joana d’Arc, vós que, cumprindo a vontade de Deus, de espada em punho, vos lançastes à luta, por Deus e pela Pátria, ajudai-me a perceber, no meu íntimo, as inspirações de Deus. Com o auxílio da vossa espada, fazei recuar os meus inimigos que atentam contra a minha fé e contra as pessoas mais pobres e desvalidas que habitam nossa Pátria. Santa Joana d’Arc ajudai-me a vencer as dificuldades no lar, no emprego, no estudo e na vida diária. Ó Santa Joana d’Arc atenda ao meu pedido (pedido). E que nada me obrigue a recuar, quando estou com a razão e a verdade, nem opressões, nem ameaças, nem processos, nem mesmo a fogueira. Amém! 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória II ORAÇÃO: Ó mais pura Virgem e Gloriosa má

Mensagens de Nossa Senhora e de São José

  Em 23.03.2021 - Nossa Senhora   A paz ao teu coração! Meu filho, eu venho do céu para chamar o mundo à conversão. Eu desejo ardentemente a salvação de todos os meus filhos. Reze pelos que não acreditam e que continuam com os seus corações endurecidos e fechados para Deus. O Senhor pedirá um dia tanto destas almas e ai daquelas que se apresentarem diante dele com as mãos vazias, sem boas obras. Reze, reze muito para que todos os corações se abram a Deus, enquanto ainda há tempo para isso. Eu te abençoo!   Em 24.03.2021   A paz ao teu coração! Meu filho, seja testemunha da paz de Deus mesmo nas maiores perseguições e provas de tua vida. Nunca te deixes abater pelas dificuldades ou contrariedades, elas sempre existirão e estarão aparecendo em teu caminho espiritual para desanimar-te, mas eu te digo, lute e vença todas as dificuldades com fé e paciência. Os pacientes sempre terão a benção do Senhor. Que tuas orações cheias de amor possam subir ao céu como pedido e súplica